terça-feira, 16 de setembro de 2008

[poesia #003] Anjo Antigo

Poema criado por mim em 30 de novembro de 2006

ANJO ANTIGO

Havia algo estranho na sua existência
Algo irreal na sua beleza
Algo surreal
Como se você fosse parte de um quadro antigo
Pintado com tintas que não existem
Por um pintor anônimo
Algo naquela paisagem
Na aura abstrata ao seu redor
É como se você não estivesse ali
Ou estivesse atrás de um espelho
Não sei ao certo o quê
Talvez os seus olhos muito claros ou sua pele
Branca...
Tão branca
Que não poderia existir
Ser real.
Isso. Um ser irreal.
Um príncipe de contos de fadas
Vestido ao contrário
Ou quem sabe uma nuvem
Passando calma e suave no céu
Que de repente se transforma em chuva
E chove tudo ao seu redor...

Um comentário:

Bruno Moraes disse...

Olha só, você tem muito talento para a coisa adorei mesmo, eu até copiei e guardei nas minhas poesias favoritas, as vezes escrevo algumas coisas mas não me acho muito criativo para isso, deixo para talentos como você.

Parabéns mesmo.

Rubens Correia
www.blogdorubinho.cjb.net